terça-feira, 7 de outubro de 2008

A prisão sem grades ,


"Não temos o direito de ser infelizes com nossas vidas. Se nos parece que não estamos satisfeitos com a vida, deveríamos encarar isso como uma razão para ficarmos insatisfeitos connosco mesmos.”(Tolstoi)E é essa insatisfação que nos faz andar para a frente e mudar o rumo da vida. Sem esse sentimento estagnaríamos ficando presos a “muita coisa cheia de nada”.Muitas vezes vivemos situações que realmente não nos preenchem, e fazemo-lo sem sabermos porquê, continuamos presos a elas, como se disso dependesse a nossa vida. Isto é um bocadinho estranho, não é? Como é que algo que não nos faz feliz pode ser tão indispensável? Muitas vezes, a nossa necessidade de segurança leva-nos a mantermo-nos comprometidos a relações, empregos, etc., que assumimos anteriormente mas que, por algum motivo, afinal não são aquilo que queríamos, não são aquilo que com que tínhamos sonhado, já não são compatíveis connosco… Então, há que mudar!Pare um pouco para reflectir, ouça o seu coração, pois poderá estar na hora de mudar, de sair dessa “prisão sem grades”. É claro que isso poderá implicar o fim de alguma coisa, o deixar para trás algo, e isso, todos nós sabemos o quanto pode ser doloroso, mas como sabe, também poderá ser enormemente (esta palavra existe?! Enormemente…) libertador! Portanto, se durante esta fase viver o fim de alguma situação, da mais insignificante à mais significativa, lembre-se que caminha para algo melhor. Só assim se chega à Realização! Com toda a sua coragem e audácia siga em frente, pois é para frente que o caminho flúi! "
Este texto é da Vera xavier eu quando li adorei porque disse me muito em relação a fase da minha vida que estou a passar , espero que gostem como eu , doa semana , }anjo{

6 comentários:

Agulheta disse...

Olá Anjo.Pois só se libertando podemos ser felizes e fazer os outros,eu não gosto de prisões sejam elas de que maneira for,de ideias pensamentos ou de pessoas.
Agradeço a visita Beijinho

Antonio saramago disse...

O Pior é que muitas vezes não se consegue de forma nenhuma obter a nossa própria libertação e fica-se sempre agarrado á estagnação.

cαтια. disse...

Só com objectivos conseguimos obter a realização. Um belíssimo texto, sem dúvida.

Um beijinho*

sonhos disse...

olá anjo, antes de mais agradeço a tua visita ao meu blog e o comentário.adorei este texto, cheio de verdades, mas nem sempre se pode agir assim, ou nem sempre se tem a coragem para dar um salto dessa magnitude, seja por lago relevante ou não. a mudança deverá ser dos maiores medos do ser humano, embora não o admita. adorei o teu blog!!!!
bjs

Multiolhares disse...

O texto esta muito bom, bastante reflexivo,
muitas vezes não conseguimos modificar as circunstancias,
pois como existem as leis dos homens existem também as leis da natureza
e uma delas é a inércia, se não tivermos um motivo bem forte, com conseguimos lutar conta a inércia
neijinhos

JE disse...

Bonito texto. Infelizmente ele tambem se adapata na minha vida.