quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008

A nossa Consciência é o nosso Julgamento


Não ando nada bem , ontem aconteceu me uma coisa muito que me deixou perturbada .

Fui as compras de encontrei uma amiga , e estivemos um pouco a conversar e acabei por lhe contar uma situação de uma amiga nossa , não é nada ,de não se vá saber mas , depois quando me vim embora , começei a pensar pk eu !! Porque que lhe contei , não foi nada de especial , mas fiquei perturbada , a pensar o porque é que falei sobre a situação , amanhã posso ser eu !!

Eu sei que as pessoas falam , mas depois fiquei a pensar . E isto não sai me da cabeça , parece um julgamento na consciência .A minha propria consciência , julgou me pelo que tinha falado e assim deixou me pertubada . A nossa consciencia por vezes é um julgamento nas nossas acções .
Anjo :)

4 comentários:

Colibri disse...

Querida Anjo,

É importante que tenhamos mecanismos de auto controlo e de avaliação da nossa própria actuação, para podermos perceber se procedemos bem e avaliar de que forma podemos melhorar.

Não vou naturalmente fazer juízos sobre se procedeste bem ou não. Isso apenas te cabe a ti avaliar.

Todavia, é bom reflectirmos um pouco sobre o facto de que também temos de educar a nossa própria consciência.

O que quero dizer é que nem sempre aquilo que ajuizamos sobre nós próprios está correcto. Ao mesmo tempo que a nossa consciência nos ajuda a regular e a manter a nossa actuação mais equilibrada, ela pode ser muito castradora de nós mesmos e até, em certas situações, condicionar fortemente a nossa vida, tornando-nos bastante infelizes.

Também não estou a afirmar que seja o teu caso, claro, mas apenas achei que o tema que levantaste é interessante e que é importante também sermos a consciência da nossa própria consciência.

Beijinhos, com carinho.

conhecimento disse...

Por vezes a ansiedade leva-nos a ter-mos que desabafar sobre algo que nos atorfia, algo que não nos diz respeito directamente mas que nos toca e então ao contar-mos a terceiros muitas vezes pode dar mau resultado se essa terceira pessoa não for suficientemente guardadora de um segredo, mas não tens que te martirizar agora por isso.
Agradeço a tua visita ao meu pacato espaço e desde já te convido a visitares o meu outro canto que é este
http://conhecimento.blog.com
Um bom fim de semana e nada de remorços.

Nuno M. Cabeçadas disse...

Querida amiga

Penso que o que mais pode causar algum arrependimento será o não tanto uma vertente objectiva, dado que facto o narrado iria ser revelado, mas algo de subjectivo, que pode ser a necessidade de falar de algo por uma questão de necessidade de aceitação.

Estou convencido que não será pela possibilidade remota ou inexistente de poder ter prejudicado alguém, mas por causa dos teus próprios princípios que sentes alguns remorsos.

Na verdade, era bom que houvesse mais pessoas que sentissem como tu.

Um beijo

Carla disse...

gostei desta tua partilha